WOMEX Trade Fair

The World Music Expo.
Identidade, ambientação, CD wallet - 2009/10/11/12

A WOMEX – the World Music Expo – é um dos maiores encontros internacionais de música no mundo e uma das mais relevantes na cena musical mundial com feiras de negócios, palestras, filmes, premiações e shows. O evento reúne mais de 2.500 profissionais de toda a indústria mundial da música com o objetivo principal de oferecer oportunidades de negócios entre músicos, agenciadores, produtores de festivais, e discutir os circuitos da música.
Através da Secretaria de Estado de Cultura – SEC, uma delegação é selecionada para representar/apresentar anualmente a música produzida em Minas Gerais. Todo o trabalho de identidade, promoção e sinalização gráfica foi realizado por nosso estúdio 1porExtenso e apresentado nas edições de 2009 (Sevilha), 2010/11 (Copenhague) e 2012 (Tessalônica).
Para se destacar entre os expositores da feira WOMEX, a identidade precisava ser atrativa, eficaz e informar todo espectro musical da música mineira; que vai desde o mais tradicional até o novo undeground local-global, abraçando culturas populares, música regional, raízes, sons urbanos, independentes, eletrônicos e a justa posição destes ao jazz e ao instrumental.
Para EDIÇÃO 2009, um sêlo com a forma do mapa de Minas Gerais foi objetivamente desenvolvido para criar uma referência geográfica. As peças gráficas se valeram do triângulo - forma emblemática na bandeira do estado de Minas - como figura central, multiplicando-o para criar texturas abstratas como recurso visual.

Variando as cores desta textura ganhamos uma gama de opções para estampar o estande localizado na edição de 2009 da feira Womex em Sevilha. Para a EDIÇÃO 2010/11, a representação gráfica das diversas escritas musicais utilizadas em cada estilo musical – partituras, tablaturas, cifras, instruções, etc. – serviu de referência para a iconografia das capas dos CDs que divulgavam toda a gama da música produzida em Minas. Para imagem principal (que acompanha o sêlo e toda a identidade visual) foi utilizado a imagem de uma partitura experimental do compositor francês Edgar Varèse, exatamente por esta não ser uma escrita convencional, cujo aspecto visual destaca o traço gráfico em linhas subindo e descendo sobre a pauta musical e remete diretamente a uma paisagem montanhosa, de altitude, semelhante àquelas encontradas em Minas Gerais.
Já na EDIÇÃO 2011 a identidade buscou revelar também informações geo-políticas, utilizando a logo de maneira mais dinâmica, trazendo novas informações além daquelas próprias que a marca já carrega. Para o estande, foi criada uma composição de imagens fotográficas das cidades mais respresentativas do estado. Nas fotografias, símbolos culturais, arquiteturas modernas, vistas panorâmicas dos grandes centros e fachadas históricas foram reunidas numa única montagem com a intenção de revelar ao olhar estrangeiro uma Minas Gerais contemporânea que valoriza os elos do passado. Lugar onde o novo e o histórico convivem em harmonia.

Stand de Minas Gerais na Feira Womex, Sevilha, Eapanha, 2010.

Stand de Minas Gerais na Feira Womex, Copenhague, Dinarmaca, 2011.

Stand de Minas Gerais na Feira Womex, Tessalônica, Grécia, 2012.